15 de junho de 2014

Peter Parker e Mary Jane

A última página de Amazing Spider-Man #290 registra um dos momentos mais importantes da vida de Peter Parker, quando ele finalmente pergunta para Mary Jane:


E a resposta, dada em Amazing Spider-Man #292, foi "sim".

Estou perfeitamente ciente da opinião geral de que Peter Parker é um tipo de personagem que funciona melhor como sendo solteiro, ou que eles nunca deveriam ter se casado, e etcetera. Entretanto, não consigo deixar de sentir falta de vê-los juntos, como marido e esposa, nas estórias do hero aracnídeo; de ver como eles, no contexto do casamento, em bons ou maus momentos, se ajudavam, contavam sempre um com o outro, e sobretudo se amavam de verdade. Eram estórias que mostravam como o amor, mais do que um sentimento ou uma atração mútua, é uma atitude diária que envolve perdão, respeito, comunicação e recomeço.

Fico feliz de ter uma ótima coleção destas boas e velhas estórias para ler porque, sendo bem sincero, eu raramente compro novas edições do Homem-Aranha depois da deplorável decisão editorial da Marvel, e pretendo continuar não comprando.

0 comentários: